quarta-feira, 20 de junho de 2018

Como a mente interfere nos ganhos financeiros


Não é de hoje que a humanidade vem evoluindo em seus estudos sobre a nossa capacidade mental e a influência que isso tem nos resultados de nossa vida.

A neurociência, a cada dia que passa, tem desmistificado padrões de comportamento, e nos ajudado e atingir objetivos de forma mais consistente.

Você sabe como sua mente trabalha e influencia seus resultados financeiros?


"Quando o subconsciente tem que optar entre a lógica e as emoções profundamente enraizadas, as emoções quase sempre vencem"
T. Harv Eker




COMO NOSSO CÉREBRO APRENDE


De acordo com a Neurociência, nosso cérebro tem a capacidade de aprender absorvendo informações através de nossos sentidos. Ele armazena e organiza essas informações através de conexões chamadas sinapses.

Em outras palavras, tudo aquilo que você lê, ouve, sente e toca, seu cérebro registra, para usar posteriormente.


E isso nos mostra que tudo aquilo que você viveu e vive em sua infância, adolescência, e na vida adulta, foi registrado em sua mente.



INFLUÊNCIAS EXTERNAS


Nosso cérebro registra todas as informações externas. O ambiente em que vivemos, a nossa família, nossos amigos, a escola em que estudamos, palavras que ouvimos e sensações que vivemos.

Tudo isso não só é registrado pelo nosso cérebro, como nos influencia em algum ponto.

E levamos para a nossa vida essas influências. Elas moldam nosso caráter, criam nossas crenças e valores, definem nossos hábitos, e acabam influenciando nossas ações.

São justamente essas influências que nos levam a escolher estudar Medicina ou Economia. Que nos levam a casar aos 20 ou aos 30 anos. Que nos levam a poupar dinheiro ou a nos tornarmos consumistas.


CRENÇAS E VALORES


Todo esse contexto criado, acaba por formar nossas crenças e valores. São os princípios que levamos conosco, que nos fazem sentir prazer ou dor nas decisões que tomamos, a formação de nossos hábitos e tomadas de decisão.

São nossos princípios, crenças e valores, que determinam se escolhemos investir dinheiro para uma segurança a longo prazo, ou obter retorno rápido para a liberdade de fazer uma viagem em alguns meses, por exemplo.

E muitas vezes, esses princípios, entram em conflito. E é neste ponto que é preciso, muitas vezes, nos conhecermos melhor. Entender essa "voz" dentro de nós, que nos fala para fazer o que estamos fazendo, e não fazer o que escolhemos não fazer.

A utilização de técnicas e ferramentas como a Programação Neurolinguística, hipnose clínica, desenvolvimento pessoal, processos de coaching e outras ferramentas excelentes, existem para nos ajudar a utilizar nossos próprios recursos para lidar com essas questões!



CRIANDO NOVOS HÁBITOS


É então, neste momento, que nos tornamos capazes de construir novos hábitos. Hábitos são como “programas” que nos levam a fazer o que fazemos, todos os dias, e sem muitas vezes pensar.

Quantas vezes você já saiu de sua casa ou apartamento, e no meio do caminho, ficou em dúvida se havia trancado a porta ou uma janela? Provavelmente, isso já aconteceu com você.

Hábitos são importantes, pois eles poupam nossa energia. Quando começamos algo novo, a tendência é que precisamos nos lembrar disso o tempo todo. E lutar contra vários obstáculos e incômodos.

Às vezes esquecemos. Às vezes, queremos dormir um pouco mais (quem nunca se matriculou em uma academia e deixou de ir?). Às vezes, esquecemos de separar o dinheiro destinado àquele investimento.

A boa notícia, é que isso só acontece por um período de tempo. Até o momento em que o hábito “se instala”. Até o momento em que seu cérebro entende que este é o novo programa que ele deve seguir.

E então, tudo fica “mais fácil”.

A neurociência explica que nosso cérebro procura poupar energia. É por isso que, ao iniciar algo novo, o corpo e a mente criam vários empecilhos para nos parar.

Alguns chamam isso de “a dor do crescimento”. Um músculo dói, sentimos sono, fraqueza, cansaço, mil coisas vem à nossa mente para desistir.

A persistência neste ponto é importante.


CONCLUSÃO

Nossa mente influencia nossos resultados, em todas as áreas de nossa vida, e também em nossas finanças.

Nossos resultados financeiros são fruto de nossas ações, que muitas vezes, pertencem a princípios que foram influência de eventos passados.

É importante sermos persistentes e construir novos hábitos para obter novos resultados!

Postar um comentário